Release

Criado em 2004 pelo professor Eduardo Duarte, o projeto Valorizando as Diferenças tem como principal objetivo o de proporcionar acessibilidade, inclusão e integração de pessoas com deficiência (principalmente os surdos) e de jovens carentes. O trabalho realizado pelo projeto visa diretamente, desenvolver a aptidão dos jovens para o esporte através da cultura e a cidadania, tirando-as das ruas, prevenindo assim, um possível caminho para a criminalidade.

O projeto é aberto para crianças e adolescentes a partir de 06 anos, com necessidades especiais e moradores de comunidades carentes e que estejam preferencialmente matriculados em escola pública.

As aulas são ministradas e coordenadas pelo técnico e coordenador do projeto, Eduardo Duarte que é graduado em Ed. Física e possui formação especializada para ensinar judô as pessoas com deficiência (síndrome de down, deficiência intelectual, deficientes visuais e surdos).

As aulas acontecem no 2º BPM em Botafogo às 2ª, 4ª e 6ª das 18h as 21h, no Condomínio Santos Dumont que fica no bairro da Portuguesa na Ilha do Governador às 3ª e 5ª de 18:15 as 20:45 e no Centro Comunitário da Rua 2 na Rocinha de segunda a quarta, na parte da noite.

O projeto AVD conta com dois coordenadores, o professor e técnico Eduardo Duarte, e o professor e surdo-atleta Adalberto Trigueiro, primeiro faixa preta surdo do estado.

A AVD conta com algumas parcerias, porém estas ainda estão muito aquém do necessário para uma ampla implementação do projeto às pessoas que dele poderiam ser beneficiadas. Os gastos do projeto incluem, compra de materiais diversos, taxas de inscrição dos atletas em competições e viagens, onde é preciso fretar ônibus. O projeto tem várias jovens promessas, e outras que já são uma realidade para o judô olímpico e surdo-olímpico. Do infantil ao adulto o projeto tem alunos/atletas com conquistas Estaduais, Interestaduais, Nacionais e Internacionais. Esses atletas do amanhã, com certeza, poderão ser nosso motivo de orgulho em 2016. Eles dependem de você!

Mesmo com a limitação orçamentária, o projeto não desandou! Em 7 anos de existência recebeu da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, a Moção de Louvor e Reconhecimento, pelo serviço social prestado à cidade do Rio de Janeiro, das mãos do Ex-Vereador Brizola Neto e ganhou o Prêmio Brasil do Ministério do Esporte no Telejornalismo com a Tv Brasil.

Com uma idéia na cabeça e uma vontade única de fazer a diferença, o projeto foi criado; agora basta apenas, bom senso, e visibilidade, para que mais jovens possam ser beneficiados e passem também a valorizar as suas diferenças.

Victor Xavier (créditos)

Projeto recebe MOÇÃO em 2006

Projeto recebe MOÇÃO em 2006

1o Brasileiro de Judo de Surdos



CAMPEONATO DE JUDÔ PARA SURDOS É UM SUCESSO NO RIO
23 de setembro de 2008
O 1º Campeonato Brasileiro de Judô de Surdos foi sucesso absoluto. Mesmo com a ausência de 13 atletas, sendo 12 do Rio e 01 do Rio Grande do Norte, que teve problemas na hora do embarque, não tirou o brilho do evento. A comunidade surda, que contou com vários representantes de associações, atletas de outros desportos e simples expectadores ficaram orgulhosos com a organização, com a presença de atletas de outros estados e os apoios que o professor Eduardo Duarte conseguiu, proporcionando um grande espetáculo. O que se ouvia, através dos intérpretes presentes, comentário geral entre os surdos, que pela primeira vez tiveram um evento nacional bem organizado e com tantos apoios. A presidente da Federação Desportiva de Surdos do Estado do Rio de Janeiro (FDSERJ) não se continha de tanta emoção.
O evento contou com 54 atletas de 06 estados (RS, SP, RJ, MG, DF e GO). Os atletas de outros estados ficaram alojados, no Centro de Treinamento do Projeto Valorizando as Diferenças, no 2º BPM - Botafogo. A abertura do evento com a execução do Hino Nacional levou muita emoção ao público presente. Enquanto o hino era executado o intérprete da FENEIS através da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) emocionava a todos com sua belíssima interpretação. Ao final, muitos aplausos.
O 1º Campeonato Brasileiro de Judô de Surdos teve combates de bom nível técnico. Destaque para as finais do Ligeiro com Adalberto Trigueiro(RJ) x Julio Cesar(SP), do Leve com Allan Mendes(RJ) x Paulo Roberto(DF) e para o Meio Médio com Alexandre Soares(RJ) x Alessandro Senna(GO), sagrando-se campeão Adalberto Trigueiro, Allan Mendes e Alessandro Senna respectivamente.
O professor Eduardo Duarte, ressaltou a importância do 1º Brasileiro de Surdos. Este evento era para ser um Interestadual, mas devido a adesão de outros estados foi obrigado a mudar e realizar o 1º Brasileiro. O 1º Brasileiro entra para a história da comunidade surda e do judô nacional. Todos que participaram serão lembrados nos livros de história desportiva dos surdos ou especializados em judô. Agora é conseguir junto aos Governos Estadual e Federal o patrocínio para que o Judô Brasileiro possa participar pela primeira vez de uma Olimpíada dos Surdos, o 21º Deaflympics, na China, em 2009.
A premiação foi outro show! As medalhas e troféus de muito bom gosto. Além da tradicional premiação, os campeões de cada classe receberam camisas ou boné. O destaque na arbitragem do Brasileiro ficou por conta Júlio Cesar Romeu foi dada uma mochila, os infantis receberam bonés, os adultos receberam camisas e as equipes até o 4º Lugar também foram agraciadas com 01 camisa cada. Todo esse material dado pelo patrocinador NO GI Figth Wear.
A fábrica de Kimonos Podium enviou dois kimonos para serem sorteados entre os atletas. A Clínica Ortofisi, do Dr. Alexandre Campello, deu todo o suporte ao evento com sua equipe médica. A LIJUERJ junto com a FDSERJ na organização e suporte técnico e estrutural.
“Fiquei muito feliz em poder participar com os meus alunos do Campeonato Brasileiro de surdos no RJ. Parabéns aos professores que apoiaram o evento. A Federação Gaúcha de Judô se coloca a disposição para as próximas edições como participante ou como anfitriã. A FGJ dispõe de uma estrutura excelente para este tipo de evento e de um corpo docente e administrativo bem qualificado para atender os professores e seus alunos com bastante conforto. Parabéns professor Eduardo pela sua iniciativa”, disse Marcelo Xavier(Diretor de Judô Social FGJ).
Outro que mostrava-se emocionado era Jorge Luiz Martins - Intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) veja o seu comentário: “Me senti honrado pela oportunidade de prestigiar e cobrir o campeonato
como Intérprete. Fiquei emocionado com o que presenciei ali. A alegria dos surdos era notória. Estava estampada no rosto de cada competidor, muito bem preparados por você. A oportunidade que o projeto valorizando as diferenças vêm dando à Comunidade Surda é emocionante aos meus olhos, que trabalho com eles durante o dia-a-dia, e percebo muitos deles sem expectativa alguma. Parabenizo mais uma vez pelo seu esforço em reunir competidores surdos de diversos Estados, levando-se em conta a dificuldade de comunicação na relação ouvinte-surdo, quebrando toda e qualquer barreira existente. Enfim, não tenho palavras para expressar a alegria obtida naquele ambiente. Foi um “Show” de emoções, atitudes e principalmente Solidariedade. Não havia competição e sim um clima de união e felicidade dos participantes do I Campeonato Nacional de Judô para Surdos. Continue com essa garra, força e coragem que só um projeto de respeito teria como demonstrar.”
O professor Eduardo Duarte aproveitou a oportunidade para homenagear pessoas e parceiros que foram de suma importância nesses 04 anos do Projeto Valorizando as Diferenças. Foram homenageados no evento: Carlão Barreto, Frederico Flexa, Evandro Oliveira, LIJUERJ, FDSERJ, Ortofisi, NO GI, FENEIS e Judoinforme.
O resultado final por equipes ficou:Campeão Projeto Valorizando as Diferenças - RJ
Vice-Campeão Instituto Emanuel - Petrópolis
3º Lugar Associação de Assistência a Criança Surda - RJ
4º Lugar APAE – Friburgo
O Evento foi realizado pela LIJUERJ e FDSERJ e contou com os apoios da NO GI, UNISUAM, ORTOFISI, KIMONOS PODIUM, 2º BPM, FENEIS e Praise Metalarte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário